"Deixa ser... Deixa nascer... Deixar a roda girar... (Seja por amor)"


Reinvenção e mutação são palavras comuns no vocabulário do Teatro Mágico, e neste último álbum não foi diferente. A trupe divulgou em abril o álbum “Allehop” – antiga expressão circense – somando novos elementos a toda teatralidade do grupo, que incorpora sons eletrônicos às músicas. 

Pra quem acompanha a trupe desde de seu primeiro álbum, vai sentir uma mudança tremenda nesse novo álbum. Porém a essência do grupo continua, sua letras fortes e marcantes permanecem. 


Eu adoro divulgar o trabalho deles, porque além de fã, sou admiradora de seus projetos. Suas músicas me trazem calmaria, paz e uma vontade imensa de colocar suas músicas em todos os cantos da cidade. 

A primeira coisa que penso quando ouço as músicas d’ O Teatro Mágico é “há esperança pra música nacional”. Porque, convenhamos que, em tempos de metralhadora, encontrar letras que de fato signifiquem algo e, mais do que isso, que presenteie nossos ouvidos com poesia, doçura e sensibilidade é raro. 

Mas uma vez a banda disponibiliza seu álbum gratuito na internet, eu acho isso admirável! Recentemente, o grupo realizou a uma campanha de financiamento coletivo através do Catarse, a fim de adquirir sua própria estrutura de som, luz e box truss, para promover a turnê do novo álbum. A campanha foi um sucesso total e fechou com 393%, tendo alcançado R$ 391.634 da meta de R$ 100.000. Você pode saber mais sobre o projeto da trupe clicando aqui.

Gostou? Então confira o clip da música Deixa Ser.


Até mais!







Deixe um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Esse espaço é seu!
Espero que tenha gostado do blog e volte sempre!