Eu vejo os dias passarem, as pessoas mudarem e a tecnologia se atualizar na velocidade da luz. Vejo tanta coisa mudar e me pergunto: porquê o preconceito não muda? Melhor seria: porquê a palavra "preconceito" não some de uma vez?


Os preconceitos geram pessoas privilegiadas e vitimas. Afinal, cada um é cada um ou somos absolutamente iguais? Para se organizar, os seres humanos têm necessidade de classificar e agrupar pessoas conforme critérios pré-estabelecidos. Nasci cristã, sou evangélica, criada por pais bem tradicionais e eu poderia ter uma mente fechada para muita coisa. Mas lendo a Bíblia pude ver que Deus nos ama do jeito que somos, que o único julgamento deve vir Dele, então qual o motivo de nós, pobre mortais agir preconceituosamente? 

Eu tenho amigos de diversas religiões, ateus, homossexuais, de várias classes sociais, de diversas tribos e cores. NUNCA em momento algum discuti o gosto deles ou a forma em que eles vivem. Todos nós temos o poder de escolha! Claro que em alguns casos você pode chegar para um amigo ou parente e dar um conselho de uma escolha que você ache que é melhor para ele. Mas julgar? Excluir? Agredir fisicamente ou com palavras? JAMAIS! 

As pessoas não são superiores, nem inferiores, são simplesmente DIFERENTES. Preconceito é ódio irracional, é aversão! Mas se as pessoas só se ocuparem com os que amam verdadeiramente, a convivência entre todos será pacifica. Acho que vocês não estão entendendo o motivo desse assunto, mas vou explicar. Recentemente fui vítima de preconceito religioso em plena rede social. A pessoa não falou meu nome mas as característica TODAS me descreviam. Mas porquê ela faria isso? Também não sei. Não somos amigas, nunca nos vimos, não tinha nada contra nem à favor dela, apenas o destino fez com que as nossas vidas dessem uma cruzada. Por uma escolha pessoal dela eu acabei caindo de pára-quedas no caminho da mesma. 

Eu poderia julga-lá pelas atitudes dela, pela cor, pelas tatuagens ou até mesmo pelo fato dela não acreditar em Deus. Mas pra quê eu faria isso? Ela até o momento não me fez nenhum mal, não teria motivos nem para lembrar da existência dela. Mas ela falou mal de mim e pior ainda, falou mal da minha religião, do meu Deus e isso eu não consigo admitir! 

Já ouvi cristãos dizer que ateus são pessoas ruins assim como já ouvi ateus falar mal de cristãos. Isso não deve ser generalizado. A partir do momento em que você está falando mal do que o outro, você está se igualando a ele. Será que a humanidade não ver isso? Achei um absurdo o que falaram sobre a Taís Araújo! Revoltante! Essas pessoas devem ser punidas, não na prisão ou pagando multas, mas fazendo algo pelas pessoas das quais eles foram preconceituosas. Falou mal de algum tipo de religião? Deixem essa pessoa um mês trabalhando em igrejas ou templos. Falou mal de alguma tribo ou raça? Faça com que se juntem a eles! A humanidade só vai começar a aprender quando começarem a sentir a dor do outro. 

Vivemos vendo estatísticas sobre o quanto o fumo, a bebida, o trânsito matam. Mas ninguém fez nenhuma pesquisa até hoje para demonstrar o quanto o preconceito mata. Mata muito mais. Mata por dentro. Transforma o indivíduo alvo do preconceito num zumbi. Um corpo que anda sem vida. Quando esse corpo se enforca ou dá um tiro na cabeça, só terminou de fazer o que a sociedade começou e deu continuidade há muito tempo. 

Desculpem o desabafo mas eu precisava disso. Precisava dizer que em pleno século 21 as pessoas ainda ofendam as outras por suas escolhas. Que infelizmente um diploma não faz uma pessoa ser inteligente. E aprendam: se você incomoda a vida do outro é por que a sua não está tão boa... 


May Oliveira







2 Comentários

  1. É verdade May, Eu também sou cristã, evangélica faz 7 anos, mas batizada nas águas há 1 mês. E, mesmo assim, nunca julguei nenhum amigo meu homossexual, gay, que usa drogas, bebe, ou coisas que não condiz com nossa religião. Acima de tudo se prevalece o respeito. Tá que nossa religião não aceita, mas apontar o dedo e ficar julgando também não rola. E acima de tudo, isso não é uma questão de religião, mas respeito. As pessoas não precisam ser evangélicas pra saber que cada um tem um gosto e suas escolhas. Raça, religião e região não são critérios pra julgar. Afinal, assim como alguém é diferente pra nós, também somos diferentes pra eles. Amei o texto May, e não precisa pedir desculpas por querer mostrar seu ponto de vista na sociedade. Amei seu blog também e já estou seguindo. Se puder e dar uma olhadinha no meu, ficaria muito happy. Com amor. <3
    http://thaisamarantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo! Obrigada pelo carinho. Bom saber que você também é cristã e que temos o pensamento igual. É muito chato passar por essa situação, mas temos que desabafar pra que a raiva passe. Afinal não é isso que Deus quer da gente, mesmo sendo contra pessoas que nos fazem mal.
      Obrigada pela visita e claro, irei visitar o seu! Bjus :*

      Excluir

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse. Esse espaço é seu!
Espero que tenha gostado do blog e volte sempre!